Como uma boa higienização na sua lavanderia pode influenciar o seu negócio? – Indeba
Indeba

notícia

Como uma boa higienização na sua lavanderia pode influenciar o seu negócio?

segunda-feira, 19 de agosto de 2019 >> Postado por Dilson Barros

Embora possa parecer algo trivial, a higiene é um fator primordial para o sucesso de qualquer negócio que envolve o atendimento presencial a pessoas. E muitas empresas não dão a atenção devida a esse ponto.

Especialmente em hotéis e hospitais, onde as pessoas podem permanecer por vários dias, e, portanto, estar em contato de forma mais frequente com a lavanderia, a higienização desses ambientes é ainda mais importante. Afinal, limpeza é o mínimo que se espera de quem oferece serviços nesses segmentos.

Continue a leitura e entenda por que empresas que dependem de uma lavanderia precisam dar a devida atenção à higienização e como garantir que esse procedimento está sendo feito corretamente.

Por que se preocupar com a higienização na lavanderia?

Normalmente, ao se instalar, seja de férias em um hotel ou por questões de saúde em um hospital, as pessoas esperam encontrar, ao menos, o mesmo tipo de conforto e higiene que têm em casa. 

Por isso, o cuidado com a higienização de roupas, toalhas, lençóis, cobertores, entre outros, é importantíssimo. E o menor desleixo pode resultar em reclamações, insatisfação e avaliações negativas que, com o tempo, vão prejudicar o negócio, afastando os clientes. Em hospitais, a falta de higiene das peças pode resultar até mesmo em transmissão de doenças. Enquanto que, em hotéis, a limpeza é o principal fator de reclamação dos hóspedes. 

Logo, é preciso se certificar de que a higienização na lavanderia, e o processo que envolve a limpeza e a gestão de enxovais e roupas, esteja funcionando adequadamente, para que o cuidado e a dedicação com a limpeza sejam o cartão de visitas do seu negócio.

Portanto, é preciso saber como cuidar da higienização e do controle de peças na lavanderia.

Como cuidar da higienização na lavanderia?

Treinamentos

O primeiro ponto é ter uma equipe de limpeza bem treinada para trabalhar em conjunto. 

O atendimento cordial aos clientes e pacientes é primordial e deve-se prezar por boas práticas e condutas dentro do estabelecimento. Outro ponto importante é a unificação dos procedimentos de limpeza, como métodos para higienização de quartos e para trocar e dobrar enxovais.

Com treinamentos adequados, você se certificará de que a equipe toda está alinhada e todos os funcionários poderão realizar as atividades com o mesmo padrão de desempenho e qualidade. 

Lembre-se de que os treinamentos devem ser realizados periodicamente, tanto para introduzir novos funcionários aos métodos e práticas do seu estabelecimento como para relembrar os funcionários antigos.

Organização

Para que o trabalho dos funcionários possa fluir em uma dinâmica adequada para o funcionamento do seu negócio, também é preciso cuidar da organização. 

Lençóis, toalhas, produtos e outros materiais de limpeza, tudo precisa estar em ordem, em espaços separados para cada item e em locais próprios, isso ajuda na produtividade e na boa convivência e harmonia da equipe. 

Considerando a quantidade de roupas a serem lavadas, em alguns casos de muitas pessoas diferentes, é impossível imaginar uma lavanderia de hotel ou hospital funcionando adequadamente sem um bom sistema de separação e organização.

Cuidados dentro da lavanderia

A limpeza dentro do próprio espaço da lavanderia é, também, fundamental. Afinal, não adianta ter um ótimo sistema de separação de roupas se a máquina que vai lavá-las está soltando ferrugem.

Assim, a manutenção regular das máquinas e peças e o uso de equipamento pessoal apropriado pelos funcionários são necessários para assegurar que todas as etapas do processo de higienização na lavanderia estejam sendo feitas com o cuidado necessário.

E o controle de peças?

Padrão de qualidade

Fazer o controle de peças quer dizer saber quando uma peça não pode mais ser utilizada. Para isso, é preciso estabelecer um padrão de qualidade.

Peças manchadas ou desbotadas, rasgadas, descosturadas ou envelhecidas devem ser direcionadas ao tratamento ou recuperação, e não colocadas em uso de imediato.

Somente peças recém-lavadas devem ser utilizadas nos quartos, assim o padrão de qualidade irá se refletir na satisfação dos clientes.

Produtos utilizados

Por mais que ao trabalhar com um grande volume de peças pareça ser melhor economizar e comprar produtos químicos e de limpeza mais baratos, muitas vezes esses produtos são de baixa qualidade e acabam deteriorando as peças mais rápido. 

E, como as peças deverão ser lavadas e reutilizadas muitas vezes, é recomendável investir em produtos de melhor qualidade, que atendam às características das peças utilizadas. Desse modo, além de oferecer um serviço melhor para os hóspedes, as peças terão uma durabilidade maior.

Inventário e estoque de reposição

Além da reposição natural por desgaste, muitas vezes as peças ficam inutilizáveis por danos feitos pelos hóspedes ou mesmo por terem sido levadas por eles. 

Portanto, manter um inventário e um estoque de reposição ajuda a manter o controle de peças e a garantir que o processo de higienização não terá nenhum problema.

Em geral, recomenda-se que o estoque de reposição tenha ao menos uma quantidade de peças cinco vezes maior do que o uso médio diário, para evitar possíveis problemas na higienização e no controle de peças.

Você tem outras dicas ou dúvidas sobre como cuidar da higienização da lavanderia ou do controle de peças? Deixe seu comentário abaixo e ajude a deixar esse conteúdo ainda mais completo!