Um hospital tem diversas áreas importantes - uma delas é a lavanderia. Por isso, descubra como organizar a rotina de uma lavanderia hospitalar.
Indeba

notícia

Lavanderia – Como organizar a rotina de uma lavanderia hospitalar

sexta-feira, 14 de junho de 2019 >> Postado por Indeba

Uma lavanderia hospitalar (LH) requer uma organização e cuidados que não são necessários em lavanderias normais, que são utilizadas para lavar roupas do dia a dia. Assim, descubra como organizar a rotina da lavanderia hospitalar!

É importante saber que a lavanderia de um hospital recebe lençóis, aventais e outros itens utilizados por pacientes e funcionários. Essas peças depois de utilizadas costumam ter fluidos contaminantes como sangue, secreções, e ainda podem conter diversos tipos de bactérias e transmitir várias doenças.

Por conta disso, o recolhimento, separação e lavagem, não podem ser feitos de maneira tradicional, precisando que haja uma grande organização para que os itens passem por esses processos sem que haja alguma contaminação. Para que esses processo seja efetivo, é necessário alguns cuidados na organização.

Como uma lavanderia hospitalar deve ser organizada

Uma lavanderia de um hospital deve ter ambientes devidamente separados para cada etapa que envolve a lavagem da roupa. Essa separação serve para evitar que haja contaminação de roupas limpas com as sujas, e ainda a propagação de doenças entre os funcionários desse setor.

Área contaminada

Consiste em receber, separar, pesar e lavar as roupas sujas na lavanderia, ela é considerada crítica, pois é a mais contaminada área de todo o hospital. Ela deve ser separada do restante da lavanderia por meio de barreiras, para evitar a dispersão dos microrganismos pelas áreas limpas.

Área limpa

Ela é dividida entre setores, onde ficam as lavadoras, secadoras, prensas, calandras e ferros.

Dentro da lavanderia ainda existem outras áreas como banheiros, vestiários, salas, áreas de lanche onde os funcionários vão nos tempos de pausas de descanso. Neste lugar é importante que seja feita a lavagem das mãos antes e depois das refeições.

A rotina de organização deve ser bem rigorosa e seguir etapas distintas de manuseio da roupa.

Etapas da rotina de uma lavanderia hospitalar

As etapas da rotina de uma lavanderia de hospital:

Coleta

A roupa suja deve permanecer o menor tempo possível nos locais de onde ela será retirada, por causa disso, já deve existir um horário programado para a realização da coleta.

Os funcionários responsáveis por essa função devem usar equipamentos adequados para a sua própria proteção como uniforme, luvas de borracha, máscara e gorro.

Já a roupa suja deve ser colocada imediatamente em um recipiente de isolamento, conhecido como Hamper (saco hospitalar utilizado para o transporte de roupas sujas e contaminadas).

Os sacos plásticos após serem fechados, devem ser transferidos para um transporte adequado que levará as roupas contaminadas diretamente para a recepção da lavanderia.

Os equipamentos usados para o transporte de roupas sujas, nunca devem ser usados para transportar roupas limpas, para evitar possíveis contaminações. Além disso, o percurso destes equipamentos não pode ser utilizado simultaneamente por outras máquinas, como carrinhos de alimentos e medicação.

Recepção

A recepção da lavanderia é onde a roupa suja é recebida e encaminhada para as próximas etapas da lavagem.

Separação

Neste local, os sacos são pesados e as roupas são classificadas de acordo com tipo de tecido, cor e grau de sujeira. É muito importante que as roupas sejam examinadas para que não haja outros objetos juntos à ela.

O objetivo disso é agrupar as roupas que podem ser lavadas em conjunto e evitar que objetos estranhos entrem nas máquinas de lavagem.

Pesagem

Após realizada a etapa anterior, as roupas são pesadas para que as máquinas não ultrapassem a capacidade de peso de lavagem e indicar a carga correta nas lavadoras. Nesta etapa também é identificado o tipo de processo de lavagem que cada lote receberá.

Lavagem

É neste momento que as roupas recebem os produtos de limpeza adequados, esta etapa da lavagem consiste em eliminar todo o resquício de sujeira das roupas, reduzindo ao mínimo o nível de bactérias e contaminação, deixando-as com cheiro e aspecto agradáveis.

A área de lavagem é conhecida como área suja e é neste local onde os ciclos de lavagem são determinados de acordo com as especificações de cada lote.

Centrifugagem

É a etapa onde as roupas já lavadas, são levadas e colocadas em pequenos montes em um tambor de centrifugagem até que o peso seja equilibrado, evitando a desregulagem do giro.

Quando a centrifugação é concluída, a roupa é retirada, selecionada, colocada em um carrinho e encaminhada à secagem, ou tratamento adequado a cada tipo.

Calandragem

Esse processo seca e passa as roupas ao mesmo tempo. As roupas são colocadas molhadas na calandra e saem secas para posteriormente serem dobradas de maneira manual. Neste momento, é feita uma seleção das peças danificadas, que deverão ser posteriormente encaminhadas ao setor de costura para reparo ou baixa.

Secagem

Nesta etapa as roupas são secas em secadoras, podendo conter toalhas, roupas de vestir, fraldas, cobertores, peças pequenas como máscaras, propés, gorros, compressas e outras.

Após isso, as roupas são transportadas em um transporte apropriado para as mesas de dobragem, rouparia e repouso. Também é comum nesta etapa encontrar e separar peças que precisam de algum reparo.

Prensagem

As roupas que não podem passar pela calandra são passadas na prensa e colocadas em cabides e, enviadas para a rouparia.

Não é comum o uso de ferros de passar roupa, pois não é muito econômico em questão de consumo de tempo e energia elétrica.

Estocagem

Neste momento a roupa já foi lavada, seca e passada e, será encaminhada para a rouparia onde será estocada e distribuída de acordo com a necessidade. Neste setor também é realizado os reparos como consertos e costuras.

Costura

Este processo é responsável por reparar as peças danificadas e, em alguns casos, transformar, identificar e descartar peças. Após passar pela costura, uma nova lavagem deverá ser realizada.

Cuidados com a estrutura da lavanderia

Após a lavagem das roupas, a desinfecção e limpeza do ambiente devem ser realizadas em momentos já preestabelecidos. Deve-se atentar à limpeza de toda a estrutura, como:

  • máquinas;
  • secadoras;
  • carrinhos;
  • mesas;
  • dutos de ventilação;
  • ralos.

Além disso, ter o cuidado com as condições ambientais como temperatura, luminosidade, umidade, ruídos e vibrações, visando o bem-estar e saúde dos funcionários.

Gostou de descobrir como organizar a rotina de uma lavanderia hospitalar? Então, para mais dicas e conteúdos, acompanhe o blog da INDEBA.